DESCIDA DOS ALPES –

TESTE DE FREIO NO NÍVEL MAIS ALTO

DESCIDA DOS ALPES –

TESTE DE FREIO NO NÍVEL MAIS ALTO

DESCIDA DOS ALPES –

TESTE DE FREIO NO NÍVEL MAIS ALTO

O DESAFIO: DESCIDA DOS ALPES NO “STELVIO PASS”

As pastilhas de freio de primeira classe são submetidas a testes rigorosos e complexos. Em última análise, as pastilhas premium devem passar todos os testes com louvor, tanto em termos de segurança quanto de conforto. As pastilhas de freio Textar são testadas em laboratório, em bancos de provas de alta tecnologia e, mais importante, na estrada.

Os especialistas em Textar também vão um passo além e conduzem intensos testes de estrada em uma descida alpina chamada Stelvio Pass – a segunda passagem de montanha asfaltada mais alta dos Alpes italianos. Com alturas vertiginosas e encostas íngremes, essas estradas são um desafio particular para o homem e para a tecnologia.

A força do pedal, o coeficiente de atrito e o desgaste do freio foram testados e colocados frente a frente com dois outros fabricantes de pastilhas de freio originais bem conhecidos.

Os motoristas de teste da Textar dominaram 18 quilômetros de estradas sinuosas com 15% de inclinação. O ” Stelvio Pass” é conhecido por seu tráfego intenso, com muitos turistas, caravanas e ciclistas. Em 2007, foi escolhida como a “melhor estrada para dirigir do mundo” pela revista Top Gear porque a rota permite um estilo de direção esportivo em ambientes espetaculares – requisitos ideais para um teste de frenagem extremo.

Trenner_Alpen

A FASE DE TESTE: TESTE DE FREIO EM ALTITUDE

As descidas alpinas sobrecarregam qualquer pastilha de freio e, para dominar as estradas sinuosas, é necessária uma frenagem constante. Uma distância de frenagem reduzida pode significar a diferença entre a vida e a morte.

Neste desafio prático, o “pedal feeling” foi chacado ao longo do teste.

Devido ao aumento da temperatura do disco de freio durante a descida – até extremos de 700 ° C – o coeficiente de atrito das pastilhas de freio diminui e a taxa de desgaste aumenta. A fim de manter a força de frenagem, ou seja, uma desaceleração consistente, o motorista deve aumentar a pressão do pedal.

Além disso, o coeficiente de atrito das pastilhas de freio foi examinado após um certo período de descanso, para determinar qual coeficiente de atrito as pastilhas de freio podem atingir após uma descida tão extenuante.

  • Será que as pastilhas de freio Textar resistem ao calor intenso?
  • Quais coeficientes de atrito foram determinados?

Questões importantes.
Os resultados do teste mostram as respostas.

Icon_Alpenabfahrt

OS RESULTADOS: TEXTAR DOMINA A COMPETIÇÃO

TEXTAR DOMINA A COMPETIÇÃO

Em uma comparação com marcas OE conhecidas, a Textar prevalece. Com uma força de pedal média de 45 N durante a descida Alpina, o Textar apresentou a menor força de pedal a 40 N. Assim, o piloto de teste precisa aplicar menos força durante a descida. Uma vantagem séria. Particularmente em situações perigosas que ocorrem repentinamente.

Textar 40N
Concorrente A 45N
Concorrente B 50N

MELHOR / PIOR

TESTE DE COEFICIENTE DE FRICÇÃO

Para determinar o coeficiente de atrito após o teste, a frenagem é reiniciada após o sistema de freio esfriar. Desta forma, podemos determinar que nível de desempenho a pastilha de freio pode atingir após a descida. Quanto maior o coeficiente de atrito após a descida, menor será a força do pedal durante a frenagem. Coeficientes de atrito mais baixos podem aumentar significativamente a distância de frenagem durante a frenagem de pânico. Duas razões são rapidamente identificadas: resposta insuficiente do freio e uma força de pedal maior é necessária.

Nesta disciplina, a Textar mais uma vez prevaleceu sobre a concorrência e obteve o maior coeficiente de atrito com 0,46 µ. Em contraste com o coeficiente de atrito médio de 0,39 μ. Na prática, isso significa: enquanto o veículo com pastilhas de freio Textar já parou, os concorrentes não. Um fator crucial, especialmente em situações extremas.

É por isso que a Textar desenvolve e investe continuamente em suas tecnologias de frenagem. As pastilhas de freio são concebidas de forma a aumentarem o coeficiente de atrito em travagens bruscas, fazendo com que não seja necessário aumentar a força do pedal, proporcionando ao condutor uma maior sensação de segurança.

Textar 0,46 μ
Concorrente A 0,38 μ
Concorrente B 0,33 μ

MELHOR / PIOR

TESTE DE DESGASTE TÉRMICO

A Textar também está à frente em termos de desgaste térmico. Os resultados do teste são compilados a partir de duas descidas. Apesar das temperaturas de travagem muito elevadas, o Textar apresentou o menor desgaste das pastilhas de freio, com 0,74 mm. Em comparação, o valor médio foi de 1,53 mm.

Textar 0,74 mm
Concorrente A 2,18 mm
Concorrente B 1,68 mm

MELHOR / PIOR

Icon_Alpenabfahrt

A CONCLUSÃO: O TEXTAR BRILHA COM RESULTADOS IMPRESSIONANTES

Seja a força do pedal, o desgaste ou o coeficiente de atrito, a Textar está na liderança durante a descida nos Alpes Stelvio Pass, em comparação com outros fabricantes de pastilhas de freio conhecidos. Os resultados do teste confirmam os elevados padrões de qualidade da marca Textar para máxima segurança e conforto de travagem ideal.

Trenner_Alpen

VAMOS AO LIMITE, PARA QUE VOCÊ NÃO PRECISE!